ANSA / FIDIC
Oportunidades nas Vicissitudes

Oportunidades nas Vicissitudes

Por: Tarcísio Zonta

No atual cenário mundial, onde muitos projetos, planos de crescimento e investimento foram postergados, empresas com acelerada expansão foram paralisadas, pessoas com planos de alçar voos mais altos foram contidas e até países, com acelerado crescimento foram obrigados a repensar seus planos de investimento.

Em quase sua totalidade, a produção, a comercialização e a prestação de serviços foram obrigadas a paralisar suas atividades, levando a perda de faturamento, demissão de seus colaboradores e isso, levou a não geração de riquezas e consequentemente, ao não recolhimento de impostos que sustentam as nações.

O comércio em geral, bares, restaurantes, hotéis etc., com raras exceções, foram obrigados a paralisar suas atividades, o transporte, tanto aéreo quanto terrestre parou, cidades foram sitiadas, em ouras palavras, o mundo parou.

Tivemos um mundo antes da pandemia e teremos um novo mundo após a pandemia.

A maioria das grandes invenções, das grandes descobertas e inovações foram criadas durante e após as grandes catástrofes, onde motivados pela necessidade de sobrevivência, movidos pelo desespero foram obrigados a reinventar, inovar e criar novas oportunidades, desbravar novos conhecimentos.

Existe uma parábola que nos é bastante propícia para o atual momento em que vivemos. Contam que em tempos idos, existia num determinado reinado, uma aldeia onde viviam diversas famílias e todas dependiam do leite de uma única vaquinha para sobreviver. Um belo dia, o rei, nas suas andanças passou por aquele vilarejo e notou que naquele povoado nada se plantava e também nada produzia. Indagado o aldeão respondeu ao rei que eles, apesar de viverem quase em plena miséria, nada faziam, pois a vaquinha os sustentava. O rei então pediu para que levassem a dita vaquinha até a beira de um precipício. Desceu de seu cavalo e empurrou a vaquinha precipício abaixo matando a única fonte de sobrevivência daquele povo. Em seguida, sem nada dizer, continuou sua viagem, deixando aquele vilarejo perplexo. Malvado, desumano, miserável, braveavam os viventes daquela aldeia. Anos depois, o mesmo rei passando por aquelas paragens se deparou com uma plantação muito bem cuidada e chegando mais próximo notou ser o mesmo vilarejo que outrora lhe havia tolhido a vaquinha. Notou uma total mudança, todos trabalhavam, haviam progredido, passando a serem autossuficientes sem de ninguém dependerem.

Moral da estória, somente na necessidade, nas vicissitudes da vida é que conseguiram se reinventar e traçar uma nova trajetória em suas vidas.

Esta é a estória que neste momento estamos vivendo. As oportunidades se aguçam e somente aqueles que as perseguirem é que terão sucesso. Temos que nos reinventar, não importa em que ramo de atividade estamos ou estávamos operando, seja na indústria, no comércio ou no setor de serviços, temos que realizar novas descobertas, novas formas de fazer a mesma coisa. Temos que nos conscientizar de que os tempos serão outros, temos que nos concentrar e direcionar nossas atenções para a forma de como estávamos acostumados a fazer as coisas e renová-las, reinventá-las, esqueçamos a vaquinha que tínhamos e partamos para uma nova realidade.

Este rei, em princípio, parecia desumano, sem nenhum escrúpulo, sem coração, assim como esta pandemia é, sem escrúpulos, sem coração, tolhendo vidas, fechando empresas, exterminado empregos e levando muitos ao desespero, contudo, se nos concentrarmos em nós mesmos, analisarmos quais as nossa fraquezas e quais as nossas qualidades, veremos que nossas qualidades superam em muito nossas fraquezas e que, se tivermos vontade, que muitas vezes é movida pela necessidade, superaremos este atual momento.

Seja qual for seu ramo de atividade, sempre há o que inovar, seja na forma de operar seu processo de produção, seja na forma de vender, seja na forma de abordar seu cliente, mostrando a ele, o quanto o seu produto fará com que o dele também cresça.

Tarcísio Zonta
Bacharel em Ciências Contábeis - FURB - Blumenau/SC
Pós-graduado e Especialista em Contabilidade e Custos - FURB - Blumenau/SC
MBA em Marketing - IBES - Blumenau/SC
Administrador de empresas há mais de 35 anos
Consultor na área de contabilidade, sucessão familiar, securitização de créditos e gestão de empresas. 

Nota: O autor é sócio da Zonta Contabilidade e Consultoria especializada na Constituição, Estruturação e Acompanhamento de COMPANHIAS SECURITIZADORAS DE ATIVOS EMPRESARIAIS e FIDC.


Publicado em 27/10/2020 18:44:00

Leia também:

REFLEXOS DA REFORMA TRIBUTÁRIA SOBRE A RENDA NAS SOCIEDADES DE SECURITIZAÇÃO DE ATIVOS EMPRESARIAIS

REFLEXOS DA REFORMA TRIBUTÁRIA SOBRE A RENDA NAS SOCIEDADES DE SECURITIZAÇÃO DE ATIVOS EMPRESARIAIS

07 Setembro 2021

07 Setembro 2021

02 Setembro - Aniversário Blumenau 171 Anos

02 Setembro - Aniversário Blumenau 171 Anos

Receba novidades

ANSAE/FIDC

Quem é a ANSAE/FIDC?

A ANSAE/FIDC é uma entidade de âmbito nacional que busca aprimorar o conhecimento e atender as necessidades de todas as Securitizadoras de Ativos Empresariais no Brasil.

Para atingir este objetivo a ANSAE/FIDC necessita da participação de todas as empresas do setor. Com sua participação, iremos estreitar o relacionamento entre as entidades governamentais a fim de interagir na regulamentação de todas as atividades.

Participe! Com o seu comprometimento vamos todos melhorar as condições de nossos negócios.

Atendimento

Receba informativos com novidades em relação ao mercado de Securitização.

Jurídico

Além das orientações jurídicas, tenha acesso as circulares normativas de orientação legal, técnica, jurídica, tributária e diversas informações relevantes ao setor.

Capacitação

Participe dos cursos técnicos, onde você recebe Orientações Técnicas sobre: Estruturação, Contabilidade e Tecnologia da Informação.

Eventos

Participe de eventos como palestras, workshop, etc. promovidos pela ANSAE/FIDC.

Eventos

Saiba como Associar-se!

Complete os dados no formulário abaixo e receba mais informações de como associar-se e seus benefícios.

Dados do responsável:

Dados da empresa(opcional)


Parceiros